Festival On-line de Teatro Musical ‘Minha Vez de Brilhar’ anuncia segunda edição

Após conquistar não só o público durante a quarentena, mas também os participantes e jurados, o Festival Online de Teatro Musical “Minha Vez de Brilhar” celebra os bons resultados recém conquistados e lança sua segunda edição com inscrições abertas até 23 de agosto neste link. Idealizado e apresentado pelo jornalista e produtor Joaquim Araújo (mesmo criador de outra iniciativa inovadora, o prêmio teatral Destaque Imprensa Digital – DID), o festival se tornou uma nova vitrine de talentos espalhados pelo país.

Marcada pela pluralidade, a primeira edição contou com 85 inscritos de 13 estados diferentes, e levou à final seis talentosas garotas que representaram bem o Rio Grande do Norte, Paraná, Rio de Janeiro, Santos, Jandira e Taboão da Serra – SP. Assistido por centenas de pessoas, o festival on-line gerou mais de 15 horas de transmissão ao vivo ao longo das apresentações, transmitidas sempre nas noites de quarta e quinta dos meses de julho e agosto.

Com a eliminação da barreira física e a conectividade proporcionada pela internet, a iniciativa foi uma resposta dos idealizadores à pandemia da Covid-19, que fragilizou a Classe Artística, e superou as próprias expectativas ao alcançar participantes além do eixo Rio – São Paulo, que há anos centraliza as grandes produções de Teatro Musical no Brasil e movimenta o mercado dos chamados ‘triatletas da arte’, responsáveis por unir canto, dança e interpretação.

A primeira fase do festival selecionou 30 nomes, com e sem experiência profissional, que preencheram as vagas para a participação em anúncio oficial durante uma live de apresentação. Cada um dos 85 inscritos tiveram seus self-tapes divulgados pelo Instagram do festival que deu início ao processo de votação popular, por meio de ‘likes’ na publicação, garantindo a escolha de 15 candidatos. Já o júri técnico, representado por Bianca Tadini, Leo Wagner Leonardo Neiva, selecionou em conjunto os outros 15 nomes, completando a lista de selecionados.

Apostamos no incentivo à Arte e ao Artista em todos os aspectos, inclusive na formação e crescimento profissional deles. Além do espaço para divulgar seus talentos, investimos no aprimoramento, com uma programação paralela de cursos a preços acessíveis com nossos jurados, que são profissionais experientes e com carreiras expressivas nas grandes produções de musicais em São Paulo. Tudo isso só foi possível graças a esse momento único que estamos vivendo”, comenta Joaquim.

Ao longo da programação do festival, todos os participantes tiveram oportunidade de receber verdadeiras aulas gratuitas a partir dos feedbacks dos jurados e da resposta do próprio público – atuante durante todo o evento digital -, responsável também por selecionar as seis finalistas: Ligia Bié, Paula Batalha, Monica Gonçalves, Maria Clara Mascellani, Ma Ikeda e Luana Calmon – sendo Luana a escolhida pelo público, com mais de 1200 votos, para conquistar o primeiro lugar da edição.

Considerando todas as etapas eliminatórias, o festival chegou a expressiva marca de 65 mil votos unitários, resultado bastante positivo para um evento em sua primeira edição e realizado no concorrido cenário das lives noturnas. O público, que se manteve sempre presente, bem como a participação dos jurados, foram fundamentais para estimular a evolução dos candidatos a cada semana.

Não trabalhamos com números, trabalhamos com pessoas, com Artistas! Preocupamo-nos sim em oferecer prêmios, sendo R$ 300,00 para o primeiro lugar e o mesmo valor em produtos cosméticos Hinode para o segundo lugar, cedidos pela apoiadora a empresária Manuela Danin, mas o que mais ouvimos dos participantes, do primeiro ao último dia, foi como o processo valeu como um todo, tanto quanto ou até mais do que o prêmio em dinheiro, transformando suas rotinas durante a quarentena ”, celebra o idealizador do projeto.

O festival, sobretudo, foi abraçado pela própria classe teatral, que acompanhou, vibrou e até participou de alguma forma, indicando, compartilhando, torcendo por um amigo ou um aluno. Outros artistas que se viram impactados pelos talentos e envolvidos pela iniciativa encontraram formas de contribuir educacionalmente, como no caso de Beatriz Lucci, atriz, diretora e produtora de elenco, que, ao final da disputa, ofereceu de surpresa bolsas de estudos em seus próprios cursos para as finalistas.

“A ideia inicial era proporcionar um momento de oportunidade para incentivar os artistas em meio à pandemia. Muitos estavam desmotivados com a perspectiva negativa e abandonando os estudos e carreira. Com o Festival, muitos encontraram um novo propósito, puderam se reconciliar consigo mesmo, ao ponto de melhorar até o relacionamento familiar”, relata Joaquim com base em depoimentos compartilhados ao vivo. “Por isso, diante de toda essa repercussão, decidimos anunciar logo uma nova edição!”.

A segunda edição do Festival Online de Teatro Musical ‘Minha Vez de Brilhar’, tem inscrições abertas até o dia 23 de agosto, com taxa única no valor R$30,00. Os interessados, com idade mínima de 16 anos, podem preencher o formulário disponível no Instagram oficial do evento, acessando também o regulamento para maiores informações. Com novidades, a atração contará com participações pontuais especiais, além da marcante presença do júri, que permanece o mesmo, entre outros benefícios e surpresas que vão brindar os candidatos selecionados ao longo da temporada. A estreia está prevista para o mês de setembro.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s