Leo Wagner será Jesus e Judas em “Jesus Cristo Superstar” – no México

O ator Leo Wagner, membro do elenco das produções brasileira e mexicana de “Les Misérables” não retornará ao Brasil com o fim da temporada do musical inspirado na obra de Victor Hugo. O ator continuará em solo mexicano, alternando entre os papéis de Jesus e Judas na produção mexicana de “Jesus Cristo Superstar”.

“Muito trabalho”, antecipa o ator sobre novamente interpretar dois lados opostos – desafio que já enfrentou ao cobrir os papéis de Jean Valjean e Javert na produção brasileira de “Les Misérables”, mas que lhe rendeu o convite de ser alternante de Jean Valjean na produção mexicana. [O produtor] me viu em uma sessão como Valjean e disse “te quero no México!”, conta. Leo Wagner se mudou para a Cidade do México junto com os atores Daniel Diges, Nando Pradho, Clara Verdier e Laís Lenci.

Ao final da temporada mexicana, Leo Wagner terá apresentado mais de 600 sessões do musical. “É uma obra tão completa que sempre ficarei com a sensação de que poderia fazer mais, mas [uma temporada tão longa], de certa forma, não é algo comum para nós. Me dá a sensação de dever cumprido”.

Embora a volta ao Brasil já estivesse planejada para maio, o ator foi convidado para integrar o elenco de “Jesus Cristo Superstar, como alternante dos dois papéis principais: Jesus Cristo e Judas.

“Fico feliz em poder seguir com outro [espetáculo] que nos faz refletir. Vemos tantas igrejas usarem e abusarem da imagem de Cristo para fazer dele um ícone pop religioso, transformarem a fé em um verdadeiro espetáculo”, conta o ator. “E isso sem falar no baita desafio vocal que tenho pela frente”.

“Jesus Cristo Superstar” é a quinta produção de Andrew Lloyd Webber marcada para estrear na América Latina simultaneamente. Além de “O Fantasma da Ópera” e “Sunset Boulevard”, atualmente em cartaz no Brasil, o Atelier de Cultura prepara a produção brasileira de “School of Rock” para o segundo semestre de 2019, enquanto “Cats” já está em cartaz no México. O ator atribui a maneira com que o compositor escreve seus shows ao sucesso. “Qualquer pessoa, mesmo que não tenha visto a peça, sabe de que show se trata com a citação de frases e melodias. Quem não reconhece um “Fantasma da Ópera” ou “Memory”, de “Cats”?”

Embora longe, Leo Wagner continua acompanhando os espetáculos brasileiros em suas viagens ao país. “Estou louco para assistir “Sunset Boulevard, disse o ator, que em sua última viagem acompanhou apresentações de “O Fantasma da Ópera” e “70! Década de Arromba? – Doc. Musical”.

Para 2020, o ator pretende voltar a trabalhar no Brasil. “Morro de vontade de fazer a Mary Sunshine”, revela o ator, aos risos, sobre a personagem de “Chicago”, musical que a IMM deve trazer de volta ao Brasil no ano que vem. Por enquanto, restará ao autor conciliar a saudade do marido (o ator Carlos Arruza), da mãe e da irmã enquanto traça novas rotas artísticas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s