Conversamos com o Kaíco, que viveu Angel em “Rent” sobre “Blackout”, primeiro single do ZENNUS

Ouça o single de estreia do grupo que conta com Kaíco (Kaíque Azarias), que foi Steve e cover de Angel no revival de “Rent” e leia a nossa conversa com o ator, cantor, versionista e compositor.

Hoje é o lançamento oficial de “Blackout”, primeiro single do grupo ZENNUS, música que conta com composição de Victória Kuhl e Kaíco. O grupo é formado por Aísha, Mitty, Ursula, Kaíco, Lau e Felipo.

Em “Rent”, ele foi Steve e cover de Angel, mas este não foi o primeiro trabalho de Kaíco com teatro musical. Ele versionou junto ao Guilherme Leal a última montagem de “Godspell” (que encerrou sua temporada de 1 ano no último fim de semana no Sesi São Bernardo do Campo).

Além do trabalho como versionista em “Godspell”, Kaíco foi responsável pelas músicas e letras (além de ser um dos protagonistas) do musical autoral “Me Leva nos Olhos”.

11667369_846972942044616_6655300885938506561_n

Paralelo ao trabalho com teatro musical, ele integrou o grupo ZENNUS, que foi um dos destaques da primeira edição do X Factor Brasil. Hoje é o lançamento oficial de “Blackout”, o primeiro single do grupo.

Conversamos com Kaíco e falamos um pouco sobre a relação dele com o teatro musical, sobre “Rent” e claro, sobre “Blackout”.

19105799_1932547776991721_4428422198543040709_n

A capa do single “Blackout”

Mundo dos Musicais: Você e os membros do ZENNUS se conheceram através do Teatro Musical, certo? Pode nos contar um pouco sobre como você descobriu o Teatro Musical, como se conheceram e como surgiu a ideia do grupo?

Kaíco: Sempre quis ser ator e cantor e acho que o interesse por musicais surgiu na infância assistindo “O Mágico de Oz” e “Grease”, pois foi onde eu vi as duas coisas juntas: interpretação e canto/música. Eu lembro que quando comecei a fazer aula de teatro, eu queria cantar, mas ninguém ao meu redor se interessava. Foi aí que eu entrei no TeenBroadway e lá eu acabei conhecendo todos os membros, só que em épocas e turmas diferentes. Eu sempre tive uma conexão muito especial com cada um e ficava muito claro pra mim que eu precisava fazer algo com aquelas pessoas. Alguns anos se passaram e o meu interesse em fazer parte de um grupo pop ficou muito maior. Eu acabei participando de uma boyband com o Felipo e em seguida um grupo misto com a Mitty e a Ursula, mas eu não conseguia falar pra mim “É isso!”. Na terceira vontade de fazer um grupo, eu, muito determinado, entrei em contato com a nossa assessora, Maria Pia Calixto, e mostrei um carômetro com as pessoas que eu acreditava e perguntei se ela queria entrar e mergulhar de cabeça comigo pra lançar um grupo novo no mercado. E aqui estamos mergulhados de cabeça. Eu sonhei muito com essa atual formação durante muito tempo e é indescritível ver que o destino colaborou e tá tudo acontecendo do jeito que eu imaginei e com as pessoas que eu imaginei.

Mundo dos Musicais: Dessa amizade, além do grupo, vocês já montaram um musical autoral, o “Me Leva nos Olhos”, com música e letras suas! Como foi essa experiência?

Kaíco: Criar algo totalmente do zero e de forma independente na área artística é muito difícil, mas também te traz muita alegria quando você consegue tirar do papel. Eu sempre quis fazer um musical original e sempre quis mostrar as melodias e as letras que estavam na minha cabeça. O “Me Leva Nos Olhos” foi justamente um desejo sendo realizado. E foi a primeira vez que eu, Lau e Felipo estivemos juntos num palco. Isso foi muito importante para o surgimento do ZENNUS.

Veja cenas de “Me Leva nos Olhos”:

Mundo dos Musicais: Você ainda compõe? Podemos esperar composições suas nos próximos trabalhos da Zennus?

Kaíco: Tô sempre compondo. Eu tenho essa paixão por compôr desde criança e o “Me Leva” veio pra intensificar o meu lado compositor, o que me ajudou muito no meu trabalho como versionista também. Já tenho uns três cds prontos na cabeça, inclusive “Blackout” é composição minha com a Victória Kuhl, que além de ser uma das minhas melhores amigas, é uma das artistas mais brilhantes que eu conheço.

Mundo dos Musicais: Quais as suas maiores influências dentro do Teatro Musical?

Kaíco: Eu gosto de muitos atores e diretores, mas com certeza é a Maiza Tempesta. Foi a primeira pessoa que colocou um microfone na minha frente e me fez cantar. Eu não tinha tanto dinheiro quando comecei a estudar e ela, literalmente, me acolheu e me deu a oportunidade de aprender. Ela é muito guerreira, faz acontecer… Eu cresci muito observando e escutando as direções dela. É minha mãe artística.

Mundo dos Musicais: Como foi participar do X Factor? Quais os maiores aprendizados que o reality trouxe para o grupo?

Kaíco: Incrível. A energia era muito gostosa pra nós por ter sido a primeira edição aqui e por ter sido o lugar onde rolou a primeira aparição do ZENNUS pro público. O reality nos trouxe muita disciplina e fez a gente aprender muito sobre televisão e competições. Se não fosse pelos acertos e erros que cometemos durante o programa, não estaríamos vivendo esse momento mágico agora. Valeu muito a pena!

Veja um pouco da participação do ZENNUS no X Factor:

Mundo dos Musicais: Quais as suas maiores influências na música pop?

Kaíco: Eu sou apaixonado por boybands, girlbands e grupos mistos desde pequeno. Se o assunto for “grupos”, eu já tô pronto pra conhecer e conversar. Amo muito. Principalmente os que não dão certo. De artista solo gosto muito da Rihanna (volta pra farofa, por favor).

Mundo dos Musicais: Como foi conciliar “Rent” e sua estreia como Angel na última semana do espetáculo com os preparativos para “Blackout”?

Kaíco: Um pouco caótico. Foi uma semana que eu estava muito sensível e chorava por tudo. Chorava pelo término do “RENT”, pelas conquistas do ZENNUS, por não conseguir decorar algumas marcações de Angel… Caiu bem na semana de gravação do vídeo clipe de “Blackout”, então eu estava com a cabeça cheia de coisa. Foi intenso, mas recebi muito carinho e apoio do elenco, do grupo e principalmente do Di Montez. E fez toda a diferença.

19402688_10203073738160570_1376737413_o

Quem aí tá com o coração na boca também? Porque eu tô quase tatuando minhas anotações pra não esquecer de nada. 😱 nessa reta final do #RENT, eu e @moreiragiovanna pegaremos as tiaras e entraremos em cena como ANGEL e MAUREEN! Quem vem? ✨ DUAS ÚLTIMAS APRESENTAÇÕES 30 e 31 de maio! Teatro Frei Caneca às 21h ✨ // @dimontez, quero te agradecer, publicamente, pela pessoa maravilhosa e generosa que você É comigo. Só tá sendo especial porque temos essa cumplicidade e carinho totalmente recíproco. Obrigado por se preocupar tanto e por cuidar de mim. Te amo e não é pouco. 💖 Meu anjo, te proteger 👠👼🏼 #rentnobrasil #angel #musical #musicaltheatre #cover #revival #dragqueen #art #renTEEN #understudy

A post shared by KAÍCO (@kaicoreal) on

Depois dessa conversa, nada mais justo do que finalmente ouvir “Blackout” e conferir o incrível lyric vídeo da música, lançado hoje na VEVO:

A música estará disponível no iTunes amanhã (23 de junho)!

Nós entrevistamos o Kaíco anteriormente e ele falou sobre o processo de criação de seus personagens em “Rent” e sobre o significado do musical para ele. Você pode conferir essa e outras entrevistas com o elenco de “Rent” na playlist abaixo:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s