Stephen Schwartz diz que fãs devem se preparar para uma nova experiência no filme de “Wicked”

Por Rodrigo Cavalheiro

Em uma conversa com a Variety pela entrega do ASCAP Screen Music Awards, na qual Stephen receberá o Prêmio dos Fundadores, o compositor de diversos sucessos da Broadway e de Hollywood revelou novos detalhes sobre a aguardada adaptação cinematográfica de Wicked.

stephen-schwartz.jpg

Stephen Schwartz – Foto: Billboard

O diretor Stephen Daldry está esperando um rascunho nosso do roteiro”, que ele assina junto com a escritora do roteiro original para a peça, Winnie Holzman. “Nós estamos nos divertindo muito, revendo aquele material que tanto amamos e pensando sobre tudo o que podemos fazer na tela para recontar a história”.

Ainda não há novas músicas, mas pelo menos duas planejadas. “Há coisas que funcionam no palco mas que não funcionam num filme. Para fazer algo que funcione sozinho, você tem que fazer diferente. A única preocupação é com as pessoas que virão esperando ver uma versão filmada da peça. Eles não verão isso”.

O Prêmio dos Fundadores da ASCAP é entregue para compositores “que contribuíram excepcionalmente para a música por inspirar e influenciar seus colegas compositores”.

Além de compor sucessos do cinema e dos palcos, Schwartz também foi diretor artístico do workshop de teatro musical em Nova York e Los Angeles por mais de duas décadas, onde teve a oportunidade de ser mentor de vários jovens compositores, incluindo Lin-Manuel Miranda, compositor de Hamilton e Moana, e Justin Paul e Benj Pasek, que compuseram músicas para sucessos como Smash, La La Land, Dear Evan Hansen e o crossover musical de The Flash com Supergirl.

Teatro musical é uma mídia pela qual eu me importo, então eu gosto de ajudar aspirantes a compositor a acharem seu caminho, e talvez evitar algumas armadilhas em que eu mesmo caí. Através dos anos, tantos dos compositores que passaram pelo workshop conseguiram grandes carreiras. É muito gratificante vê-los com espetáculos na Broadway e ao redor do mundo”.

Apesar de ser o mentor de vários talentos, Schwartz conta que não teve um mentor, apesar de ter recebido a ajuda de dois compositores em particular: Leonard Bernstein, para qual Stephen escreveu as letras de “Mass” e George Kleinsinger, que compôs o primeiro musical da Broadway que Stephen assistiu, “Shinbone Alley”.
O primeiro espetáculo que você vê muda tudo”, Schwartz diz.

Além de Wicked, Stephen Schwartz também compôs sucessos como Godspell, que estreou em 1971, ganhou um filme em 1973 e nova versão brasileira em 2016 pelas mãos de Dagoberto Feliz, que atualmente está em cartaz pelo interior de São Paulo através do SESI, passando por cidades como São José do Rio Preto, São Bernardo do Campo, Campinas e Piracicaba e Pippin, que foi anunciado por Moeller e Botelho como um de seus próximos projetos.

No cinema, Schwartz compôs músicas para Pocahontas, O Corcunda de Notre Dame e Encantada, todos para a Disney, em parceria com Alan Menken. Fora da Disney, compôs para O Príncipe do Egito, que também ganhará versão nos palcos.

Wicked estreou na Broadway em 2003, com Idina Menzel e Kristin Chenoweth nos papéis principais, onde continua em cartaz até hoje. Ao todo, já foram mais de 25 produções, incluindo a recente produção da T4F no Teatro Renault em 2016, que contou com Myra Ruiz e Fabi Bang no papel das bruxas de Oz.

A produção cinematográfica de Wicked já tem estreia marcada para 20 de dezembro de 2019, devendo chegar em terras brasileiras um dia antes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s